sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Sou uma Idiota

Sequei as lágrimas frias que escorriam por seu rosto.Não queria perguntar o que ia acontecer daqui para frente conosco.Apenas ouvia as palavras que se derramavam de sua boca.
- Desculpe, mas agora não dá mais.Eu já namoro ela e não posso machucá-la.Não posso estragar tudo...
-Eu entendo...- falei baixinho, pensando que ele não ia ouvir.
-Entende? - ele pareceu MUITO surpreso.
-Sim, eu entendo.Eu terminei com meu namorado, briguei com minhas amigas, fugi de casa, só para estar aqui, com você.Magoei e abandonei tudo.
-Mas eu não tenho coragem - ele sussurrou.
-Então eu vou indo...- peguei minha mochila e me levantei.
- Não! - ele também se levantou -Fique! - ele me beijou.Um beijo apaixonado. - Eu prometo dividir meu tempo entre você e ela.Fica?Por mim?
O que que a gente faz numa hora dessas?No minimo, dá um um tapa no sujeito, para ele acordar. O que eu fiz?Me rendi.Estava apaixonada demais para descutir.
-Tá bom. - peguei seu rosto e coloquei-o na frente do meu.
Mais uma vez sequei as lágrimas frias que escorriam por seu rosto.
Mais uma vez não queria perguntar o que ia acontecer daqui para frente conosco.

2 afogaram seus delírios junto comigo:

Brunna disse...

O que fazer em uma situação como essa? Bom, é tão confuso. Mas eu saberia o que fazer (pelo menos, eu acho que saberia) não aceitaria ser a outra, mesmo sabendo que o sentimento que existe em mim é o mais forte... Isso me lembrou um dos capitulos de Caminho das Indias, quando a Maya larga tudo para ir embora com o Bahuan.
Beijos

- Lara Alves disse...

Adorei o post , floor ~
isso é sempre muiito complicado =/
bjoos ;*