quarta-feira, 23 de setembro de 2009

O olhar...

Meu pé retumbava cadenciado: tum-tum, tum-tum, tum-tum...Meu all star vermelho se destacava na multidão de sapatos.Meu longos cabelos castanhos e lisos cubriam meu rosto.Ainda bem que as pessoas não percebiam meu estado de espírito.Também não era para perceber mesmo...

As lágrimas tentaram escorrer pelo meu rosto, porém eu contive-as.Tentei sorrir, mas meu sorriso saiu falso.Sabe riso de ator que tenta rir mas quase se engasga tamanha falsidade?Então, meu sorriso saiu assim.Sorriso de ator que não sabe rir.
Atravessei metade da avenida.O sinal tinha que fechar justo agora?Sim.Aguardei, imapciente.Já estava atrasada.Levantei a cabeça para ver o transito.
Se alguém tivesse colocado um aparelhinho daqueles que medem batimentos cardíacos, perceberia que meu coração parou.
Por que?
Porque minha vida só ganhava sentido agora.No exato momento em que eu levantei a cabeça, uma van passou em frente mim.Um garoto aparentemente comum estava lá dentro: cabelos castanhos e cacheados,olhos castanhos, magricela e alto.Ele usava uma blusa amarelo mostarda - sim, eu me lembro - e uma bermuda jeans.Você acredita em amor a primeira vista?Não?!Então você nunca passou por isso.
Ele percebeu meu olhar e retribuiu com um sorriso.Sorri abobalhada.Nossos olhos só se desgrudaram quando a van virou a esquina.
Eu iri pegar a próxima van para aquele lugar.Dane-se o curso.Dane-se minha mãe.Dane-se minha vida.Se é que existia vida longe daquele olhar...

2 afogaram seus delírios junto comigo:

Dafne disse...

Dane- se tuuudo .

-hahahaha

Vai em buscar do olhar que faz a sua vida ter sentido . *-*

Por Dentro do Casulo disse...

como eu adoro essa sensação de "nada mais importa agora.. só ele." adorei =)